O que você pode mudar no mundo



Os problemas sociais atuais, todo mundo os conhece! E muitas vezes é quase a única coisa que as pessoas conhecem. Claro! É isso que está sendo divulgado pela mídia em geral, e sempre de propósito para ter certeza de que ninguém possa os esquecer, e para ter certeza de que as conseqüências dessas notícias não saiam da mente dos ouvintes.

Fica difícil desse jeito manter qualquer esperança de que o mundo a nossa volta esteja mudando para melhor! Especialmente quando você foi condicionado a acreditar que temos instituições cuja função é de cuidar desses problemas, e a desistir de toda iniciativa pessoal. O resultado de tudo isso é, primeiro, uma atitude passiva e, segundo, o fortalecimento da crença segundo a qual a solução está lá fora de nós.

Ao mesmo tempo, 2011 nos mostrou que quando o abuso se torna óbvio demais, parece que tem um sentimento de rebeldia que nasce dentro de uma parte da população que decide então de descer na rua. Mas vamos ser honestos. Se esses movimentos de massa estão sendo “autorizados”, será que não é porque estão beneficiando uma parte ou outra entre quem pretende lidar o jogo? E essa tendência a criar muito barulho já produziu alguma transformação verdadeira? Com certeza, nas raras vezes onde foi realmente o caso, eu vou apostar que você nem ouviu falar do que aconteceu.

Em tudo isso, que chance você tem de expressar a sua verdade? Isso pode ser o elemento o mais importante da história. E de fato é bom se dar conta que a grande máquina atual não pode funcionar sem você. Claro, não é apenas uma pessoa que faz a diferença. Mas é uma, mais uma, mais uma, mais uma... Daqui a pouco, isso começa a fazer a diferença.

Agora, como fazer essa diferença? Como sempre, com as nossas escolhas do dia a dia. Como queremos viver, quais são as crenças que queremos manter, quais são os sistemas econômicos, políticos, educativos, de saúde etc que queremos apoiar? É exatamente assim que criamos o mundo à nossa volta, a cada dia.

Então o mais importante é provavelmente de se dar conta que temos sim sempre a escolha. E viver plenamente essa consciência é exatamente o que vai fazer a diferença. Se cada um se firmar nas suas escolhas do dia a dia, o mundo não pode deixar de mudar.

A transformação verdadeira acontece sempre de dentro para fora. E é por isso também que a mudança de consciência é a primeira mudança que precisa acontecer em qualquer transformação.

Com Amor,
Philippe



 
^ Voltar ao Topo